Em novo vídeo, a Febrac expõe a face real da terceirização no país: o empreendedor que gera emprego e amplia a distribuição de renda no Brasil a partir da terceirização dos serviços.

Com esta iniciativa, a Febrac espera e incentiva que outros segmentos que defendem o empresário idôneo do segmento de terceirização, também reiterem e lembrem a sociedade, principalmente aquelas pessoas mais simples que dependem da terceirização para sustentar dignamente a sua família, que o maior prejudicado com o desestímulo generalizado ao empreendedorismo são as próprias, pois ficarão desempregadas ou dependerão do trabalho informal, crescente e precário.

“Acho melhor todos (patrão, trabalhador, sindicatos e auto ridades) reverem as suas posições sobre a terceirização, principalmente quando envolve o emprego de mão de obra formal, punindo os desvios de conduta e criando critérios de contratação de serviços terceirizados, porque em breve, o setor econômico estará automatizando toda a sua produção, gerando desemprego, aumentando a informalidade e a evasão fiscal”, disse o superintendente do Seac-RJ, José de Alencar.

Dados da pesquisa a Força do Setor lembram que as 13 mil empresas associadas a Federação geram 1,6 milhões de empregos, arrecadam R$ 3,5 bilhões em impostos e investem  R$ 110 milhões em treinamento.

O empreendedor é sempre solução, jamais problema!

Assista o vídeo Terrorismo contra a Terceirização – Parte II

E também veja Terrorismo contra a Terceirização – Parte II

Curta, valorize e compartilhe esta iniciativa!

532 View